MUTAÇÕES

 

 

 

 

 

TUDO SOBRE MUTAÇÕES
HOMEPAGE

     

Síntese de Proteínas

Este mecanismo corresponde à passagem da linguagem polinucleotídica do DNA para a linguagem polipeptídica das proteínas, consideram-se essencialmente duas fases:

Ø Transcrição da mensagem genética – segmentos de DNA codificam a produção de RNA

Ø Tradução da mensagem genética – mRNA codifica a produção de proteínas

Neste mecanismo existem diversos intervenientes, como:

§  aminoácidos, moléculas básicas para a construção das proteínas;

§  mRNA, contém a informação genética para a síntese de proteínas,

§  RNA, transfere os aminoácidos para os ribossomas;

§  ribossomas, sistemas de leitura;

§  enzimas, catalisam as reacções que ocorrem em todo o processo;

§  ATP, transfere energia para o sistema.

Em suma:

 

 

 

 

(BALDAIA, L.; FÉLIX, J.; GRAMAXO, F.; MESQUITA A.; SILVA, A.; SANTOS M. – Terra, Universo de Vida, Biologia 11º ou 12º , Porto, Porto Editora, 2006)

Mitose

É o processo que decorre na divisão do núcleo das células eucarióticas, pelo que se forma núcleos com o mesmo número de cromossomas do núcleo inicial. O ciclo celular divide-se em:

Interfase, subdividida em:

· Fase G1

· Fase S, onde ocorre a replicação semiconservativa do DNA, sendo esta fase susceptível à ocorrência de erros ao nível dos genes que podem originar diversas mutações génicas.

· Fase G2

Fase Mitótica, subdividida em:

· Mitose (divisão nuclear), caracterizada por diferentes etapas: Profase, Metafase, Anafase e Telofase, sendo esta fase susceptível à ocorrência de erros ao nível do número de cromossomas que podem provocar diversas mutações, pela não separação dos dois cromatídeos de cada cromossoma na Anafase.

· Citocinese (divisão equacional do citoplasma)

 

Meiose

A meiose é o processo de divisão nuclear através do qual se formam núcleos que possuem um só cromossoma de cada par de hómologos, ou seja, têm metade do número de cromossomas do núcleo inicial, onde um núcleo diplóide origina quatro núcleos haplóides. Este processo, na espécie humana, origina os gâmetas femininos e masculinos.

 As etapas da meiose são quase idênticas ás da mitose, no entanto, ocorrem fenómenos exclusivos da meiose, sendo esta dividida em:

Divisão Reducional (Divisão I)

· Interfase, onde ocorre na Fase S a replicação semiconservativa do DNA, sendo por isso, esta fase susceptível à ocorrência de erros ao nível dos genes.

· Profase I , sendo esta fase susceptível à ocorrência de erros no crossing-over. Ao efectuar-se a troca de segmentos entre cromatídeos de cromossomas homólogos, essa troca pode ser anormal, dando origem a alterações estruturais dos cromossomas.

· Metafase I

· Anafase I, sendo esta fase susceptível à ocorrência de erros pela não separação de cromossomas homólogos.

· Telofase I

· Citocinese (em alguns casos)

 

Divisão Equacional (Divisão II)

· Interfase, no entanto não se realiza nova replicação do DNA.

· Profase II

· Metafase II

· Anafase II, sendo esta fase susceptível à ocorrência de erros pela não separação dos dois cromatídeos de cada cromossoma.

· Telofase II

· Citocinese

 

 

 

(BALDAIA, L.; FÉLIX, J.; GRAMAXO, F.; MESQUITA A.; SILVA, A.; SANTOS M. – Terra, Universo de Vida, Biologia 11º ou 12º , Porto, Porto Editora, 2006)

 

(Wikipédia,  http://pt.wikipedia.org/wiki/Mitose. 18.Out.2007)

 

(Wikipédia,  http://pt.wikipedia.org/wiki/Meiose. 18.Out.2007)

 

 

 

 

 

 

O que são mutações?
Síndromes
Longevidade Humana
Evolução (do Homem)
Conceitos Básicos
Mecanismos Biológicos
DOCUMENTÁRIO